quarta-feira, 31 de julho de 2013

Massageador XS Slim Vibrator com 3 velocidades - Xmybox



Hoje, 31 de julho, é comemorado o Dia Mundial do Orgasmo. A data foi criada na Inglaterra em 1999 por uma rede de sex shops. A ideia era estimular o uso de produtos eróticos e a discussão sobre tema.

Felizmente, há muitos casais e homens e mulheres solteiras deixando de lado o preconceito ao descobrirem a importância de inovar no sexo, buscando este diferencial nos acessórios eróticos: vibradores, pênis realístico, estimuladores de próstata, produtos para fetiche, entre outros.  Sobretudo, sair da rotina é importante para esquentar a relação, não é mesmo?

Dito isso, vamos apresentar nas próximas linhas um produto da marca Xmybox que irá contribuir para que o seu Dia do Orgasmo seja aproveitado do jeito que você merece: com muito prazer.

Pequeno e elegante, o estimulador XS Slim Vibrator foi projetado para encaixar suavemente na palma da mão, dando-lhe o total controle do prazer ao usar o acessório na área desejada. O acabamento do produto é de altíssima qualidade, o que resulta no conforto na hora do uso.

O XS Slim possui um formato ergonômico, o que é ideal para a estimulação clitoriana. Além disso, seu pequeno tamanho é excelente para levar na bolsa sem chamar a atenção. Apesar de pequeno, o acessório é equipado com um motor potente com três modos de vibração.

O XS Slim Vibrator é distribuído pela Erotic Point para as sex shops de todo o Brasil. Para mais informações sobre o produto, acesse o nosso site aqui






20 dicas para conquistar ou turbinar seu orgasmo

Um guia para aumentar seu prazer durante o sexo e chegar lá.

Selecionamos dicas para te ajudar a chegar ao clímax com mais facilidade – ou tornar seus orgasmos ainda mais intensos. Listamos 20 coisas que você pode descobrir para se divertir ainda mais na cama e ter muito prazer – sozinha ou acompanhada.



Conheça seu corpo. A masturbação te ajuda a descobrir como gosta de ser tocada e quais pontos são mais sensíveis. “Mulheres não se conhecem e querem que o parceiro adivinhe onde ela quer ser estimulada!”, diz Elsa. Portanto, explore o prazer sozinha sem medo! “Funciona muito ficar na frente do espelho e explorar partes do corpo. É uma forma de ensaiar a desinibição”, defende Carla Cecarello, psicóloga, sexóloga e fundadora da Associação Brasileira de Sexualidade.

Faça tudo no seu tempo. Capriche nas preliminares, abuse dos jogos de sedução, tire a roupa lentamente e esquente o clima com beijos e carícias até você estar bem excitada. Afinal, pra que a pressa?

Estimule outras zonas erógenas. Experimente sensações de outras partes do corpo - você pode se surpreender! Existem mulheres que relatam chegar ao orgasmo só com o toque nos seios, por exemplo. “O corpo precisa ser explorado em toda extensão: pescoço, colo, mamas, barriga, pélvis, virilha, interno de coxa, dedos dos pés. E os toques devem ser alternados usando as mãos e a boca”, explica Fátima Protti, psicoterapeuta sexual. 
Relaxe. Não é momento de se preocupar com a bagunça do quarto ou com uma gordurinha extra no seu corpo. Você pode pensar sobre isso depois! Na hora da transa, respire fundo e aproveite o momento!

Informe seu parceiro. Diga a ele quais as posições e estímulos que mais gosta – eles nem sempre adivinham sozinhos! “Gosto assim” ou “continue fazendo isso” são toques bastante esclarecedores. E se é difícil verbalizar suas preferências, não hesite na hora de redirecionar as mãos dele para um carinho que te agrade– ele vai entender o recado!

Teste posições diferentes. Não é preciso comprar um livro do Kama Sutra ou ficar de ponta cabeça... Mas dê preferência para as posições que favoreçam a estimulação do clitóris. Carla Cecarello sugere a “manobra de ponte”: a mulher sentada por cima do parceiro, com ela ou ele estimulando o clitóris junto com a penetração. “Isso ajuda porque muitas mulheres têm dificuldade de atingir o orgasmo só com a penetração”, diz a especialista.

Exercite sua vagina. Uma musculatura íntima tonificada pode aumentar seu prazer. Para isso, exercite a região vaginal enrijecendo e soltando os músculos internos (aperte e solte, basicamente). Em lojas de produtos eróticos são vendidos pequenos pesos para auxiliar o processo. Dentro da vagina, é preciso segurá-los com a musculatura local para praticar

Não se sinta obrigada a gozar junto com ele. Se isso acontecer, ótimo, mas o importante é que vocês dois fiquem satisfeitos, mesmo que um chegue lá antes. “Isso é coisa de Cinderela, não existe. Cada um tem o seu tempo e vai depender do dia, vontade e estimulo. Cada um busca o seu orgasmo”, diz Cecarello.

Drible a rotina: Uma lingerie nova ou roupa que faça você se sentir sexy pode esquentar o clima. E que tal seduzir seu parceiro em um ambiente diferente da casa, para variar? Uma noite romântica no motel também pode ser uma boa pedida.

Prepare o ambiente : Luz indireta, aromas e velas criam um clima. Aliás, lâmpadas vermelhas e laranjas são um Photoshop natural e ajudam a esconder imperfeições, além de serem tons quentes e sexy.

Não finja: Seu parceiro precisa saber o que te agrada e o que não dá resultado. Fingir um orgasmo é mentir para você mesma e para ele.

Estimule os cinco sentidos. Aposte em detalhes como óleos perfumados para massagem, música ambiente, lingerie colorida (saia do preto), frutas e uma bebida como espumante ou um coquetel sem álcool bem atraente. Tudo isso ajuda a despertar as sensações do corpo.

Fale durante o sexo. Peça para ele falar palavras ou frases que podem aumentar seu prazer e seja mais verbal também, contando o que sente e o que deseja durante a transa.

Lubrificação, lubrificação e... lubrificação! Para sexo oral, penetração vaginal e sexo anal a lubrificação é importante para garantir o prazer. Use e abuse dos produtos a base de água.

Diga sim para novas experiências. Lógico que não é preciso fazer algo que você não gosta, mas teste brincadeiras na cama, ouça as fantasias do seu parceiro e tente botar em prática algum desejo seu! Que tal fazer aquele striptease você tinha vontade? “Contos e filmes eróticos são uma boa ferramenta e podem auxiliar a aumentar o grau de excitabilidade. Assim aumenta a chance de chegar ao orgasmo”, diz Carla.

Namore sempre. Não importa se vocês se conhecem há um ano ou estão casados há 20. É preciso ter momentos para o casal, como tomar banho juntos, sair para jantar ou ir ao cinema. Isso ajuda a manter um clima de romance constante.

Faça o sexo presente em vários momentos do seu dia. Pense sobre o assunto, relembre suas transas e arrisque mensagens picantes ou e-mails para seu parceiro. O desejo vai crescendo à distância...

Uma transa só para você. Separe um momento para pedir carícias, sexo oral e o que mais gostar sem ter que retribuir.

Verifique suas medicações. Alguns remédios como antidepressivos podem diminuir o desejo sexual.Verifique esse efeito colateral junto ao seu médico.

Procure ajuda profissional. Se você sentir dor na relação ou encontrar outro tipo de dificuldade recorrente, não hesite em procurar ajuda com um ginecologista ou psicólogo. 

terça-feira, 30 de julho de 2013

Use técnicas do sexo tântrico para garantir orgasmos eletrizantes

Soa intimidador e de outro mundo? Não é! Algumas práticas te ajudam a se soltar e a chegar lá de maneira memorável. Relaxe e aproveite.

O sexo tântrico soa intimidador, mas algumas teorias dessa antiga prática garantem orgasmos eletrizantes. Quer tentar? Siga as dicas dos terapeutas corporais Gabriel Saananda e Isabelle Moura, da Companhia do Ser, em São Paulo, que oferece treinamentos tântricos.



1. Pense grande
Não se concentre só no que está sentindo da cintura para baixo. Imagine a energia fluindo por todo seu corpo.

2. Solte a voz
Ou faça gemidos, dê suspiros. Os sons são uma resposta do corpo ao ato sexual. O ato é íntimo, revelador e estimula o parceiro a agradar a mulher.

3. Respire
É natural prender a respiração no clímax, mas você sentirá mais prazer se inalar e exalar o ar na hora H. Além disso, a respiração no mesmo ritmo conecta ainda mais o casal.

4. Faça exercícios de Kegels
Aperte e solte o músculo pubococcígeo (o que você usa para parar o fluxo de xixi), no ritmo  os movimentos sexuais. O exercício garante um orgasmo mais longo e intenso.

5. Mantenha contato visual
A conexão aumenta o prazer. Olhe nos olhos e construa uma ponte sentimental. Assim, o homem foca o sexo e a mulher vincula o sexo ao seu lado emocional.

6. Explore o autoconhecimento
O sexo só é bom quando você se conhece. Não tenha vergonha de se explorar. De acordo com a filosofia tântrica, a liberdade faz com que a energia do orgasmo invada seu corpo e sua alma.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Sasha Grey: a ex-estrela porno lança o seu primeiro romance

Entrou em mais de 200 filmes para adultos, mas nos últimos anos a americana Sasha Grey, 25 anos, tem dado um novo rumo ao seu percurso.



Primeiro foi a protagonista do filme The Girlfriend Experience de Steven Soderbergh, tendo depois participado em vários projectos no universo da arte contemporânea (por exemplo, o artista plástico Julião Sarmento criou retratos dela) e lançou-se também na música com o projecto aTelecine, para além de actuar regularmente na condição de DJ pelo mundo. Faltava a literatura.

Dizemos faltava, porque acaba de  lançar o seu primeiro romance, The Juliette Society, à volta de uma mulher que entra para um clube secreto, explorando os universos do sadomasoquismo. Trata-se de uma novela erótica que está a gerar enorme expectativa. Em Inglaterra diz-se mesmo que o seu livro se poderá tornar no sucessor do enorme sucesso de Cinquenta Sombras de Grey de EL James (Lua de Papel) , o livro em torno do sexo que se tornou num êxito o ano passado, vendendo pelo mundo cerca de 40 milhões de cópias.

O livro vai ter edição em mais de 40 territórios e, ao que parece, Hollywood já mostrou interesse em passar a história para o ecrã. Sasha Grey retirou-se da indústria porno há quatro anos. Agora escreve sobre Catherine, uma jovem estudante de cinema, que entra para um clube de sexo secreto. À imprensa tem dito que tentou criar qualquer coisa de muito diferente. “A maior parte das novelas desde género existem num mundo híper-fantasista, na linha das comédias românticas. Eu quis criar qualquer coisa que as pessoas pudessem sentir que lhes poderia acontecer também a elas. O meu personagem não anda à procura do par ideal.”

No livro, sexo e violência, andam a par, o que tem gerado algumas críticas junto das poucas pessoas que já leram a obra. Mas ela defende-se: “algumas coisas podem ser vistas como ofensivas por algumas pessoas, mas é preciso entender que existe uma larga comunidade de pessoas à volta do mundo que se sente ostracizada pelas suas manias sexuais e é necessário falar disso de uma forma totalmente aberta”, justificou. 

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Calcinha com esferas massageadoras Beaded Painty – PIPEDREAM

A Pipedream já produziu várias linhas de produtos para fetiche, onde cada acessório foi desenvolvido com os melhores materiais do mercado. A empresa criou as linhas Fetish Fantasy Elite, Fetish Fantasy Extreme, Fetish Fantasy Lingerie, Fetish Fantasy Ltd Edition e Fetish Fantasy Series, contribuindo, assim, para um mercado ávido em artigos para fetiche.

Além disso, com o sucesso estrondoso do Best Seller “Cinquenta Tons de Cinza”, novos acessórios para fetiche e sado foram lançados em todo o mundo. No entanto, desenvolver produtos inovadores para pessoas que buscam realizar seus maiores fetiches sexuais está no DNA da Pipedream.

São diversos acessórios para todos os gostos. A linha Fetish Fantasy Elite, por exemplo, possui uma calcinha fio dental que é equipada com esferas que servem para massagear o pênis no momento da penetração.



A calcinha Beaded Panty, que é distribuída pela Erotic Point, foi desenvolvida em vinil com ajustes nas laterais, sendo muito confortável na hora do sexo. Com esferas de silicone, a mulher pode dar e receber prazer com a calcinha Beaded Panty, pois o produto foi feito para proporcionar prazeres diferenciados. 

No momento da penetração, as esferas giram contra o pênis, criando uma sensação prazerosa ao massageá-lo. Além da calcinha, a Pipedream inclui uma venda preta em silicone para esquentar ainda mais o momento.Confira mais especificações sobre o produto no site da Erotic Point.




Fazendo sexo com meu ex

Todos sabem que não existe uma única maneira de terminar um relacionamento, mas frequentemente, surgem situações que nos impedem de encerrar o ciclo. Uma delas é continuar a manter relações sexuais depois do término do relacionamento, ainda que com a concordância de ambas as partes.



Como ocorre com todas as questões que discutimos nesse espaço, os cenários são múltiplos. Vamos começar pelo mais confuso, a meu ver, que é o casal que, depois de se separar, vê o sexo se tornar ainda melhor. É curioso, mas acontece. Quando o relacionamento é angustiante e existe um sentimento de dependência afetiva, ou quando tudo é motivo para brigas, dificilmente a sexualidade é satisfatória. Mas após o rompimento, recuperamos a tranquilidade, as amizades e os projetos pessoais, e a adrenalina desses encontros proibidos e inesperados é  muito excitante. O problema é que, nessas condições, é difícil se separar definitivamente e iniciar outro relacionamento – caso este seja o desejo de ambos.

Outra situação: o casal que continua a fazer sexo porque não consegue romper definitivamente. A sexualidade pode não ser seu ponto forte, mas por dependência emocional, continuam a se encontrar e a ir para a cama. É o típico relacionamento em que os dois terminam, depois voltam, terminam de novo, sem conseguir sair desse círculo vicioso.

Terceira possibilidade: quando o encontro erótico acontece depois de um bom tempo, em que ambos puderam elaborar a dor da perda e não há questões pendentes. O reencontro pode até ter alguns toques emotivos, mas que não produzem confusão. Como diz o ditado popular, “é brasa coberta de cinzas”. Creio que é a opção menos arriscada do ponto de vista afetivo, desde que haja clareza de propósitos de ambos os lados. O reencontro pode até ser muito bonito, e uma forma de ficar com lembranças melhores do que as que compartilharam tempos atrás.

Como vocês bem sabem, este não é um espaço que julga nem determina quais comportamentos são bons ou maus. Diante da possibilidade de voltar a ter relações sexuais com seu ex, apenas recomendo que você reflita bem sobre seus motivos e se pergunte: para quê? Para manter a esperança de um retorno? Para não perdê-lo? Para não se sentir solitária? Para aproveitar bons momentos com alguém que a satisfaz na cama? Depois de responder a essas perguntas, analise se vale a pena, se o encontro abrirá novos caminhos, ou se simplesmente a manterá presa a um passado que não permitirá uma evolução.

E você, já viveu alguma experiência parecida com seu ex? Como foi? Esperamos seus comentários, eles sempre nos enriquecem.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Esquenta que está frio

As temperaturas baixas não podem - e não vão - esfriar sua relação. Veja sacadas para manter sua cama (e o sexo) mais quente do que nunca.



Quanto mais o termômetro desce, mais a vontade da garota de tirar o pijama diminui. Faz sentido. “Estudos mostram que a queda na temperatura diminui a produção de testosterona em algumas pessoas”, diz Jed Diamond, psiquiatra americano.

Mas, se você souber o que (e como) fazer, pode usar o frio a seu favor. “Aproveitar a vontade de ficar entocado em casa, para se esquentar junto da parceira, é a grande sacada”, explica Carlos Eduardo Carrion, psiquiatra e consultor da MH. Então, fique esperto às dicas para ferver nesse inverno.

Comece com o quarto

Uma opção certeira é o miniaquecedor. “É ótimo chegar e sentir o calor”, explica Carla Cecarello, psicóloga da Associação Brasileira de Sexualidade, de São Paulo.
  • Cubra a cama com uma colcha bem macia. “Tecidos aquecem o ambiente”, explica a arquiteta Isabela Fraia, de São Paulo. Ele sugere que você troque a lâmpada fria do seu abajur por uma incandescente. A luz amarelada dá uma sensação de aconchego e calor.
Esquente o clima (literalmente)
Para que sair e tremer de frio? Organize um programa para derreter o coração da musa e quebrar qualquer gelo.
  • Convide-a para jantar. “Fondue e sopa são fáceis de preparar e ajudam vocês a se aquecerem”, indica Carla. Ela vai precisar até tirar o casaco depois de comer.
  • Ganhe-a na sobremesa. Nada melhor para relaxar e esquentar que um bom vinho. “Para agradar o paladar das mulheres, harmonize o chocolate com 55% de cacau com um tinto Merlot”, sugere o chef Jorge Nascimento, consultor do WalMart, de São Paulo. O chocolate estimula a produção da serotonina, que garante bem-estar.
  •  Sugira um filme. Enrole-se com ela numa manta e aperte o play. Espere uma cena inspiradora para começar as preliminares usando as mãos (se estiverem frias, deixe-as por cima da roupa da garota) e passe os lábios na nuca dela. Com a excitação, o corpo esquenta e vocês podem se livrar da coberta.
Vai pegar fogo

Aqui vai um erro grave: na pressa, colocar a mão gelada nas curvas da musa. O frio atrapalha as sensações de excitação sexual. “Pele quente é mais sensível”, diz Ian Kerner, terapeuta sexual americano. E nada esquenta mais o corpo que o contato com a pele de outra pessoa.
  • Se a parceira é friorenta, capriche na massagem. Use um óleo que dê sensação de calor. E não tenha pressa em arrancar as meias dela. Pesquisa da Universidade de Groningen, na Holanda, concluiu que mulheres com os pés aquecidos têm 30% mais chances de chegar ao orgasmo.
  •  Não precisa sair de debaixo das cobertas. “Opte por posições em que vocês ficam mais colados”, sugere Carla Cecarello. Tente a conchinha ou peça para ela ficar de bruços, esticada – você fica esticado por cima dela e penetra por trás.
  • Ainda não acabou. Ela tem preguiça de sair da cama na manhã gelada? Enquanto ela dorme, ligue o chuveiro bem quente e deixe o vapor tomar conta do banheiro. Vá acordá-la e sugira um banho a dois. A previsão da temperatura do dia vai mudar.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Aromas do sexo

Um dos sentidos a que damos menos valor na arte do sexo é o olfato. No entanto, é um dos mais determinantes em relação à atração ou à rejeição sexual. Em alguns casos, o cheiro do parceiro cria, automaticamente, sensações especiais, prazerosas e excitantes. Em outros, ocorre o contrário. É possível que, caso ocorra essa rejeição pelo olfato, seja muito difícil desfrutar de um encontro erótico com uma pessoa.



Inconscientemente, entram em cena os feromônios, muito comentados ultimamente e foco de diversas pesquisas. São mensageiros químicos de atração sexual, que manifestam a disposição para copular. Nos mamíferos não humanos, esses sinais olfativos são o ponto de partida de diferentes comportamentos de cortejo e posterior acasalamento.

Os feromônios são segregados por glândulas denominadas apócrinas, presentes nas axilas, no períneo e no púbis. Registram-se de maneira inconsciente pelos nervos do “órgão de Jacobson”, ou seja, não sentimos seu cheiro. Seu papel na sexualidade humana está sendo pesquisado e estudos recentes sugerem que, por meio desses mensageiros, os seres humanos sentem, sem perceber, o nível de compatibilidade genética que têm com o outro, o que é relevante para o caso de uma eventual descendência.

Portanto, não devemos menosprezar a importância dos feromônios. No entanto, considerando o fato de que não somos apenas seres sexuais, mas também eróticos, há muitos outros fatores que devem ser levados em conta.

ários aspectos devem ser considerados quando analisamos os esquemas de atração dos seres humanos, como a educação, os modelos com que se identificam, as experiências eróticas pessoais, as preferências sexuais, a cultura e os estímulos percebidos pelos cinco sentidos.

Voltando ao olfato, vemos que não é possível manipular os feromônios, mas é possível fazer algumas coisas para aproveitar ao máximo o poder erótico deste sentido. Como fazer isso? Antes de tudo, o básico: é preciso que o corpo cheire bem. Boa higiene, perfume, creme ou gel de banho proporcionam um cheiro bom. Também é preciso pensar no cheiro do ambiente onde estaremos com o parceiro. Utilizar óleos ou substâncias para aromatizar o ambiente é uma excelente opção. Aconselho a usar aromas agradáveis e estimulantes para o momento íntimo, como sândalo, patchouli, baunilha, folha de laranjeira, jasmim, chocolate e ylang-ylang.

Tenho certeza de que se você prestar mais atenção ao olfato e concentrar-se mais nesse sentido, terá momentos de prazer muito mais intensos.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

5 motivos para fazer sexo pela manhã

Uma pesquisa feita pela Queen´s University, de Belfast, na Irlanda do Norte, revela que o sexo matinal melhora o funcionamento dos órgãos do corpo e a qualidade de vida. Um dos principais pontos em favor do período matinal é o fato de o corpo estar descansado, livre  da adrenalina, hormônio ligado à agitação, liberada após um dia corrido. Para obter os benefícios, a sugestão é adotar a prática 3 vezes na semana.



Os principais benefícios:

1 - Fazer sexo depois de acordar previne doenças cardiovasculares, melhora a circulação sanguínea, reduz a pressão e diminui o risco de infarto;

2 - O sexo matinal gera anticorpos que nos protegem dos ataques de microrganismos causadores de doenças;

3- Cerca de 300 calorias são perdidas durante 1 hora de sexo. Além de ajudar a manter a boa forma, o exercício sexual diminui o risco de diabetes, fortalece os ossos, articulações e músculos e  alivia dores crônicas;

4 - O orgasmo aumenta os níveis de estrogênio, hormônio responsável pelo brilho e maciez da pele;

5 - Os homens produzem mais testosterona na prática matinal. Isso ajuda a fortalecer os ossos e prevenir osteoporose.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Pesquisa: 20% dos jovens adultos usam smartphones durante o sexo

Uma nova pesquisa mostrou que o vício em smartphones atingiu um novo patamar ao concluir que 20% dos adultos jovens usam seus aparelhos até mesmo durante o sexo. As informações são do Daily Mail. 



O estudo, realizado pela empresa de tecnologia Jumio, contou com 1.102 participantes e também descobriu que, apesar de advertências e leis, 55% admitiram que não deixam de usar seus smartphones ao dirigir, enquanto 12% não abrem mão do aparelho nem mesmo durante o banho. 

Mais de um terço disse que não deixa, de checar as redes sociais quando estão cinema e 19% confessaram mexer no aparelho sorrateiramente até mesmo durante eventos religiosos. Enquanto isso, 33% contaram que, mesmo quando querem impressionar alguém durante num encontro, não conseguem deixar de mexer no aparelho. 

Os pesquisadores alertaram para que os viciados em smartphones atentem para o impacto negativo do uso excessivo dos aparelhos na vida amorosa. Em uma pesquisa maior, com 2.021 proprietários de celular, muitos disseram que a tecnologia estava trazendo problemas para a vida amorosa, com 12% admitindo que o vício em checar o aparelho era um problema e 29% confessando que já haviam "fuçado" o celular do parceiro para encontrar informações.

"As pessoas vêm seus smartphones como extensão de si mesmo. Levam o aparelho para onde quer que vão", criticou Marc Barach, chefe de marketing da Jumio.


sexo, Erotic Point, celular durante o sexo, relação sexual, sexo entre jovens, sexo e tecnologia, sexo com celular 

Sexo pode fazer você parecer 7 anos mais jovem, aponta estudo

Sabe aquela fórmula da jovialidade que as pessoas buscam em cremes caros e tratamentos estéticos milagrosos? Ao contrário do que todos pensam, uma pesquisa recente acaba de revelar que o segredo para uma aparência linda e saudável pode estar entre os lençóis.



Dr. David Weeks – do setor de psicologia do Royal Edinburgh Hospital, no Reino Unido –, explica que homens e mulheres com uma vida sexual ativa são donos de uma aparência de 5 a 7 anos mais jovem do que sua verdadeira idade. O pesquisador, que passou 10 anos entrevistando homens e mulheres de todas as faixas etárias,revela que pessoas de qualquer idade podem aproveitar os benefícios do sexo.

Entre aqueles que tinham uma aparência mais jovial e pertenciam ao grupo de 40 a 50 anos, foi possível notar que eles mantinham relações com uma frequência 50% maior do que as outras pessoas. Isso significa que eles faziam sexo três vezes por semana, em média, em vez de apenas duas.

O pesquisador explica que o segredo da jovialidade transmitida pelo sexo está no prazer. Além disso, durante a relação o organismo libera endorfinas, que são substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar. As endorfinas ainda agem como analgésicos naturais que eliminam dores, diminuem a ansiedade e facilitam o sono. Já o esforço físico age melhorando a circulação sanguínea, o que é fundamental para a saúde do coração e deixa a pele com um aspecto renovado.

De acordo com o jornal The Daily Mail, as vantagens não param por aí: o hormônio do crescimento é liberado enquanto fazemos amor, o que pode aumentar a elasticidade da pele e diminuir os riscos de aparecimento de rugas. O sexo também ajuda a queimar gorduras e eliminar toxinas que prejudicam o sistema imunológico, enquanto o alívio do stress é suficiente para garantir uma boa noite de sono.

“A satisfação sexual é um dos principais fatores que contribui com a qualidade de vida, ficando lado a lado com a espiritualidade ou religiosidade e outros fatores morais, então atitudes positivas com relação ao sexo devem ser enfaticamente promovidas”, finaliza o Dr. Weeks.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Zonas erógenas: conheça alguns segredinhos para enlouquecê-lo na cama

Durante um relacionamento, não basta apenas receber prazer, é necessário e fundamental que o parceiro também desfrute dessa sensação. Explorar e conhecer os pontos erógenos do homem pode não ser tão difícil quanto parece.

Costuma-se dizer que cada ser humano é único e diferente de todos os outros. Por isso, a sensação de prazer pode ser estimulada em diversos lugares do corpo e proporcionar excitação diferente em cada indivíduo. “Os pontos erógenos do homem são aquelas áreas do corpo masculino que estimuladas despertam excitamento sexual ou podem mesmo levar à ejaculação, ao orgasmo” esclarece o Dr. Haruo Okawara, terapeuta sexual e autor do livro Amar – A Realidade da Vida Sexual.



O Dr. Haruo Okawara explica que existem dois tipos de áreas erógenas: primárias e secundárias.

Áreas erógenas primárias: são aquelas partes do corpo que adequada e suficientemente estimuladas podem levar o homem ao clímax sexual, com ou sem ejaculação (pode parecer estranho dizer que um homem pode gozar e não ejacular, mas isso ocorre em algumas situações, como em indivíduos que tiveram a próstata removida por adenoma benigno ou em raros casos de uma patologia conhecida como ejaculação retrógrada, em que o indivíduo ejacula para o interior da bexiga). A área erógena primária por excelência dos homens é a glande do pênis, cuja estimulação, tanto pela relação sexual, como pelo sexo oral ou pela masturbação, feita pelo próprio indivíduo ou pela parceira, leva facilmente ao orgasmo.

Já as áreas erógenas secundárias: são aquelas que mesmo intensamente estimuladas provocam excitamento, mas não conduzem ao orgasmo. São nessas áreas que as preferências dos homens variam amplamente. Alguns indivíduos se excitam muito quando são estimulados oral ou manualmente em seus mamilos, enquanto outros sentem apenas cócegas e não permitem que essas áreas sejam tocadas.

A maneira de estimular cada zona erógena do homem pode ser solicitada ou estimulada por ele próprio. Eles sabem, assim como as mulheres, os locais mais excitantes do próprio corpo; mas alguns homens sentem vergonha de mostrar suas zonas íntimas, e cabe nesse caso a mulher descobrir. “A parceira pode percorrer o corpo do homem com as suas mãos ou mesmo com os seus lábios, observando as reações de agrado ou de repulsa por ele manifestadas. Massagear essas áreas com um pouco de óleo de massagem e de perfume suave, é outro recurso muito adotado pelos casais na hora do amor” finaliza Dr. Haruo Okawara.


terça-feira, 16 de julho de 2013

O poder erótico do beijo

O beijo erótico talvez seja a mais poderosa ferramenta de prazer, não só pela diversidade que sensações que podemos criar com a boca, mas também por sua capacidade de estimular pensamentos eróticos. Muitas pessoas afirmam ques o beijos podem ser mais excitantes que o próprio coito, ou são uma condição necessária para apreciar melhor o sexo.



A boca oferece uma grande variedade de recursos a serviço do prazer. Podemos morder, chupar, acariciar, lamber, assoprar… estes estímulos podem ser combinados de diferentes formas, aplicados em zonas mais amplas ou reduzidas da boca ou de qualquer outra parte do corpo. Além disso, a intensidade do beijo é variável. Veja o que o Kama Sutra diz a este respeito:

“Em geral, os beijos podem ser divididos em quatro categorias: moderados, contraídos, rápidos e suaves. Todos são classificados segundo a parte do corpo sobre a qual são aplicados, já que há diferentes tipos de beijos  adequados a diferentes partes do corpo”.

O beijo provoca estímulos relacionados aos cinco sentidos: nossa conexão com o parceiro ocorre, principalmente, por meio do paladar, olfato e tato. Também escutamos os sons produzidos pelo beijo e olhamos bem de perto os olhos do parceiro, a menos que estejam fechados, o que estimula a criação de imagens em nossa mente.

Quando estamos conhecendo uma pessoa, o primeiro beijo é fundamental e determinante para o relacionamento futuro. Um primeiro beijo excitante indica, na maioria dos casos, uma sexualidade também excitante, e vice-versa. De fato, alguns depoimentos indicam que, depois de um primeiro beijo pouco sensual, aborrecido ou até desagradável, dá-se por encerrado o relacionamento, já que se extinguem as fantasias eróticas com esta pessoa.

Outros depoimentos afirmam que um beijo apaixonado, prazeroso e com muitas sensações estimula as fantasias que conduzirão a uma relação sexual. É evidente, então, que este primeiro beijo é um indicador de compatibilidade sexual. As sensações percebidas neste momento, a comunicação, a coordenação e o ajuste dos movimentos e dos “estilos sexuais” que estão em jogo fornecem informações que dificilmente estão equivocadas.

O beijo também pode ser um caminho para reacender a paixão em casais que já entrarem na fase da monotonia erótica. Dedicar mais tempo ao beijo, sem a obrigação do coito, estimula a criatividade para inventar tipos diferentes de beijo, que podem ser aplicados em todo o corpo. Isso fará com que outros recursos eróticos também se tornem mais atraentes e criativos.
Meu conselho: vamos aproveitar ao máximo o beijo, esta grande potência erótica.

Fonte: http://discoverymulher.uol.com.br

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Massageadores Matryoshka: a pequena dama com um grande segredo

A Rianne S é uma marca de luxo especializada em acessórios originais e sensuais para mulheres que buscam prazer em um produto de altíssima qualidade. Entre as marcas de luxo que a Erotic Point distribui no Brasil, a Rianne S vem se destacando no mercado com os três modelos de massageadores Matryoshka: Lavender Blush, Deep Purple e French Rose, entre outros acessórios de prazer que a empresa produz.



A Rianne S convida você a entrar no mundo do erotismo, provocando e evocando a energia sexual. Inspirado para capacitar, excitar e explorar os desejos sexuais, cada item da coleção Rianne S foi cuidadosamente desenvolvido para proporcionar o máximo de prazer.

Além de elegante, os produtos são simples de usar e fácil de incorporar na prática sexual. Feito em silicone de excelente qualidade, o massageador Matryoshka, por exemplo, é um sex toy que possui curvas sedutoras, feito para quem gosta de vivenciar momentos intensos de prazer.

Os três modelos do Matryoshka possuem 5 intensidades e 5 vibrações que alcançam o auge do clímax, proporcionando sensações diferenciadas e muito prazerosas. O design do acessório foi desenvolvido exclusivamente para massagear com suavidade.

Além disso, o massageador feminino Matryoshka é silencioso, o que torna a utilização muito mais agradável. Acompanha estojo, quatro adaptadores de tomada, embalagem de cetim e carregador elétrico bivolt. Distribuído pela Erotic Point, os massageadores Matryoshka estão à venda em diversas lojas de Sex Shop do Brasil. 

 Confira abaixo os três modelos do Matryoshka:

Matryoshka Lavender Blush







Matryoshka Deep Purple




Matryoshka French Rose 



sexta-feira, 12 de julho de 2013

Fuja da rotina no sexo

O roteiro sexual é a rotina que um casal segue na maioria de seus encontros íntimos. Esse roteiro contempla diferentes momentos e situações, por exemplo: quem toma a iniciativa; a preparação do ambiente erótico; que tipo de preliminares antecede a relação sexual; quanto tempo duram essas preliminares; as posições sexuais escolhidas; os mecanismos para produzir orgasmos; a ordem em que esses orgasmos acontecem; o que o homem faz depois de ejacular.



Esses roteiros sexuais, muitas vezes, são absolutamente rígidos e, se compararmos uma relação sexual com outra, veremos que não existem variações, como se fossem cópias umas das outras. Sem dúvida, esse é uma receita infalível para matar a paixão. Mas também existem casais que se preocupam em inovar e criar, tentando sempre acrescentar um ingrediente novo, inesperado e excitante. Nesse caso, o prognóstico é muito mais otimista.

A pergunta é: como fazemos para mudar os roteiros e esquemas no sexo?

Antes de tudo, e sem querer ser um desmancha-prazeres, nem a tentativa de inovar gera algum resultado. Às vezes, a monotonia já se instalou há tanto anos em um relacionamento que pode gerar sensações antieróticas intensas, em que ambos não têm nenhuma vontade de fazer algo a respeito. Mas se os dois estão de acordo e desejam fazer ajustes para tornar sua vida sexual mais surpreendente e divertida, podem fazer algumas coisas concretas. Veja alguns exemplos:

• Evitar os “dias de sexo”, ou seja, os momentos em que o encontro já está planejado.

• Gerar relações imprevistas, mesmo que sejam breves ou incompletas, para sacudir a poeira da rotina.

• Demorar-se no momento do “cortejo”, em que se destacam as aproximações sugestivas, os olhares, os sorrisos e as carícias suaves.

• Dedicar mais tempo e variar os jogos que antecedem a relação sexual, que são extremamente excitantes.

• Renovar as posições sexuais, assim como os ritmos e a profundidade da penetração. Ler manuais e artigos sobre o tema pode inspirar boas ideias.

• Combinar a penetração com outros estímulos excitantes, como beijos, carícias, olhares, palavras sussurradas ao pé do ouvido ou frases românticas (segundo o gosto de cada um).

• Não dormir nem sair da cama depois do orgasmo. O show deve continuar e há muitas coisas que vocês podem fazer nesse momento.